Turbilhão em 12 meses: a trajetória de Breno até a titularidade no Grêmio

Do interior paulista, lateral-esquerdo fala sobre repentina mudança de vida desde o período na base, o apoio e as broncas da mãe e projeta o futuro: 'Tenho muito a fazer'


Fonte: Globo Esporte

Hoje no Grêmio, trajetória nem sempre foi fácil (Foto: Diego Guichard)

Ao olhar para trás e reviver o passado, os olhos do lateral-esquerdo Breno ficam marejados. A vida do garoto de 19 anos mudou rapidamente de um ano para cá. Nascido em Teodoro Sampaio, município com pouco mais de 20 mil habitantes, no interior do Estado de São Paulo, o titular da lateral esquerda gremista aproveita o período de folga do time - que se reapresenta no dia 16 de junho - para voltar à sua cidade.

Ele, que no início do ano estava com o futuro incerto, retorna ao interior com o contrato renovado até março de 2017, além da experiência recente de ter sido o titular com a camisa 6 da seleção brasileira sub-20 no Panda Cup.

- Esse último ano foi incrível. Volto para Teodoro com a sensação de que estou no caminho certo. Ainda tenho muito o que construir e fazer no Grêmio - disse ele, sem margem para dúvidas.

Feliz, poucos sabem a trajetória do jogador até a titularidade em um dos maiores clubes do país. Breno relembrou o desejo de sumir quando não era sequer relacionado para os jogos no RB Brasil.

O início, nas escolinhas da cidade natal, foi duro. A mudança para Presidente Prudente, já acertado com o Centro de Formação de Atletas (CFA), foi decisiva. Com bagagem e potencial para crescer, o destino foi o RB Brasil, conhecido por formar e revelar atletas. Mas nem tudo era festa.


Semblante sério ao falar do passado e concentrado ao projetar o futuro. Com 19 anos, Breno mostra maturidade
(Foto: Mateus Tarifa / GloboEsporte.com)


- A estrutura deles (RB Brasil) é incrível. Tudo ótimo. Mas na época, eu não estava sendo muito utilizado, queria abandonar, sumir. Foi aí que duas pessoas tiveram um papel fundamental: minha mãe e o Sérgio, preparador físico, que me ofereceu até sua casa para eu dormir e me levava para a igreja. Sou muito grato por isso - contou, sem esconder a emoção.
A volta por cima não demorou, a mudança para o Tricolor gaúcho foi no início do ano passado. Contratado inicialmente para a base, Breno começou a figurar nos treinos entre os profissionais. No começo deste ano, a comissão técnica resolveu colocar apenas o sub-20 em campo no Campeonato Gaúcho. A tão esperada chance apareceu. E não escapou.

- A ida para o Sul mudou tudo. Consegui desenvolver o meu futebol e graças a Deus me firmei no time principal. Quando nos avisaram que o sub-20 seria o time principal no Gaúcho, pensei: é agora ou nunca.

A balança

Maria Luiza, a mãe, segundo ele mesmo define, é o ponto de equilíbrio. O apoio é incondicional.
- Ela me apoia em tudo. Teve uma vez que eu precisava de dinheiro e ela pegou emprestado para me ajudar. Agora, após as partidas no Grêmio, ela me dá uma cornetada. Diz que preciso marcar melhor, melhorar isso e aquilo. Fala as notas que me deram nos sites. É engraçado.

Um pouco da retribuição virá na próxima semana. Com a volta aos treinamentos, Breno embarca para Porto Alegre neste domingo (15). Dessa vez, a distância fica para trás e Maria Luiza vai junto.
- Ela luta um pouco e é resistente. Mas agora não tem jeito, ficará duas semanas comigo no Sul.


Breno posa com o troféu do torneio conquistado na China (Foto: Arquivo Pessoal)

A nova vida

Dia comum. Caminho também. Breno vai em direção a uma padaria em Porto Alegre. Ao chegar, faz seu pedido e aguarda. Normal. Segundos depois, um funcionário diz: "Te conheço. Você é o Breno do Grêmio". Pouco acostumado com a situação e tímido, responde: "Sim, sou eu". Na ocasião, um grupo se aproxima e pede autógrafos e fotos.

- Fiquei, ao mesmo tempo, arrepiado, feliz e nervoso. Nunca tinha acontecido. Ser reconhecido como um jogador de futebol. É tudo o que eu sempre quis.

Sério, concentrado e de sorriso fácil, Breno tem a certeza de que o primeiro passo foi dado. A sequência, dentro e fora de campo, está arquitetada na cabeça do jogador.

- Um passo de cada vez. Sei até onde posso chegar. Tenho muito a fazer.


O passado nem sempre foi fácil. Dono de um sorriso fácil, Breno é o reflexo da boa fase (Foto: Mateus Tarifa / GloboEsporte.com)


VEJA TAMBÉM
- Comentarista diz que no início de ano do Grêmio superou as expectativas
- Novas fotos dos uniformes do Grêmio são vazados na web
- Com ampla vantagem gremista, veja o histórico de Grêmio x Aimoré





Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

3/2/2023

JOGADORES QUE NÃO FORAM UTILIZADOS - 08:15 (0)

Grêmio só não utilizou 12 jogadores do grupo principal em 2023


2/2/2023