Roger admite "desatenção", mas elogia força de reação no 2º tempo

Tricolor saiu atrás no placar, mas conseguiu buscar a virada e saiu com a vitória por 2 a 1 sobre o Joinville neste domingo, na Arena, pela 19ª rodada do Brasileirão


Fonte: Globo Esporte

Roger admite desatenção, mas elogia força de reação no 2º tempo
Roger Machado elogiou atuação da equipe na segunda etapa (Foto: Eduardo Moura/GloboEsporte.com)

Roger Machado reconhece que seus comandados não tiveram uma grande atuação na vitória por 2 a 1 sobre o Joinville, pela 19ª rodada do Brasileirão.

Também pudera. Após um importante triunfo por 2 a 0 diante do Atlético-MG, no Mineirão, no jogo anterior, o comandante viu como natural a oscilação de desempenho devido ao desgaste emocional do embate em solo mineiro. Ainda assim, tratou de enaltecer os três pontos somados na Arena, neste domingo,após uma segunda etapa mais próxima do que o comandante almeja para a escalação. O resultado faz o Tricolor encerrar o primeiro turno na terceira colocação, com 36 pontos - mesma pontuação do Galo, segundo colocado- na entrevista coletiva após a partida.

Até porque os gremistas tiveram de se esforçar para assegurar a vitória. Após sair atrás no placar por uma "desatenção" em cobrança de escanteio, aos dois de um primeiro tempo apagado, o Grêmio mudou de cara na segunda etapa e assegurou a virada, com dois gols em bola parada, de Erazo e Galhardo.

- Realmente, não é nem questão muito mais física, mas emocional conseguir manter o nível de concentração depois de um jogo tão forte e de um desgaste em Minas. O time do Joinville teve como ponto forte a transição defesa ataque muito rápida e uma bola parada forte. Por uma desatenção, nossa cobertura não foi bem feita, e eles abriram o placar. Pelo fato de jogarem com um tripé no meio-campo, e o Anselmo em cima do Douglas, a gente se impacientava e vinha atrás da linha da bola buscar, não permitindo que meu volante fizesse a transição. Esbarramos nesse bloqueio. A gente precisava, além de voltar a ter nossa amplitude, ter a vitória pessoal para desarmar um sistema defensivo muito bem posicionado, por isso a entrada do Fernando, esses ajustes deram resultado, que foi um segundo tempo muito melhor, que nos deu a vitória - avaliou o treinador.

O comandante ainda negou que a ausência de Luan, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, tenha sido determinante para a queda de rendimento da equipe neste domingo. O garoto é o artilheiro da equipe na temporada, com 11 gols, e
no Brasileiro, com cinco.

- No primeiro tempo, o que nos fez falta foi justamente o motivo que promovi o Fernando, a vitória pessoal. Isso o Luan nos dá, para desarmar sistemas defensivos bem posicionados. Mas não passou pelo Luan, passou por uma equipe bem posicionada, sob o comando do PC Gusmão, que venceu o último jogo muito bem. Tem uma proposta muito bem definida, não passou pelo Luan.

É um jogador que vem atuando com sequência. O Bobô entrou bem, fomos nós que não criamos chances para ele finalizar em condições - disse o treinador.
Com a vitória, o Grêmio se mantém na 3ª colocação do Brasileirão, com 36 pontos - mesma pontuação do Atlético-MG, vice-líder e a quatro do Corinthians, líder. O Tricolor volta a campo no próximo domingo,para encarar a Ponte Preta, às 11h, no Moisés Lucarelli, pela 20ª rodada do Brasileirão.

Tricolor bateu o JEC de virada por 2 a 1 neste domingo (Foto: Lucas Uebel/ Divulgação Grêmio)


VEJA TAMBÉM
- Grêmio negocia com Rodrigo Caio e está próximo de acordo
- Presidente do Grêmio comenta escolha do Couto Pereira e atualiza situações no clube.
- Presidente do Grêmio fala sobre escolha do Couto Pereira e atualizações no clube.






Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

25/5/2024





24/5/2024