Grêmio perde para o Huachipato na Arena e se complica na Libertadores


Fonte: -

Grêmio perde para o Huachipato na Arena e se complica na Libertadores
Era para ser uma noite de festa na Arena, mas o Huachipato estragou a partida histórica de Renato Portaluppi. No jogo 500 como técnico do Grêmio, levou 2 a 0 da equipe chilena e ficou em situação delicada no Grupo C da Libertadores.

Na lanterna da chave, sem nenhum ponto após duas rodadas, o Tricolor ficou três pontos atrás do The Strongest. Huachipato e Estudiantes, próximo adversário gremista, dividem a liderança do grupo, com quatro pontos cada.

Renato Portaluppi surpreendeu ao escalar o Grêmio para o primeiro jogo de Libertadores neste ano em Porto Alegre. Em relação ao time que venceu o Juventude no último sábado, o Tricolor teve mudanças em todos os setores. Marchesín assumiu a titularidade no gol.

Na defesa, com Kannemann preservado, Geromel e Rodrigo Ely formaram a zaga. No meio, Du Queiroz entrou no lugar de Pepê. E, no ataque, Soteldo e Everton Galdino formaram o setor junto a Diego Costa. Gustavo Nunes e Pavon começaram no banco de reservas.

As alterações quase resultaram em gol antes do primeiro minuto. Galdino fez jogada pelo lado direito e cruzou para Soteldo. A finalização de cabeça do venezuelano acertou a trave e saiu pela linha de fundo. Mas o início positivo não se confirmou a favor do Grêmio.

Foi o time chileno que tomou conta da partida e soube construir vantagem. Aos 12, ainda com muitos gremistas esperando para acessar a Arena, o Huachipato abriu o placar. Leandro Diaz mandou a bola na área. Mayk não conseguiu afastar e Loyola chutou forte. A finalização venceu Marchesin e deixou os chilenos com o 1 a 0 a favor no placar.

Dois bons ataques do Grêmio em sequência quase emparam a partida. Primeiro, após contra-ataque de Soteldo, Galdino bateu e Parra defendeu. No rebote, o venezuelano driblou seu marcador e cruzou. Diego Costa cabeceou, mas Malanca salvou com pé em cima da linha.

Cristaldo, aos 26, perdeu chance quase na marca do pênalti. O argentino recebeu cruzamento de João Pedro, mas a finalização saiu errada e a bola passou ao lado do gol do Huachipato. Uma lesão muscular forçou a primeira troca no Grêmio. Mayk sentiu o problema e deu lugar a Cuiabano.

A torcida chegou a comemorar um gol de empate, que acabou anulado. Cristaldo recebeu cruzamento de Cuiabano, mas o chute acertou o travessão. Villasanti deu um toque de calcanhar no rebote, a bola tocou no camisa 10 e o lance foi invalidado. Nos acréscimos, a situação do Grêmio ficou ainda pior. Após uma cobrança de lateral feita na área do Tricolor, Montes pegou o rebote e acertou um chute no ângulo.

Renato mexe no time, mas nada muda
Renato mexeu no Grêmio no intervalo. O técnico sacou Geromel e Galdino para as entradas de Pepê e Gustavo Nunes. Villasanti foi recuado para formar a dupla de zaga com Ely.

Cristaldo teve a primeira chance da segunda etapa. Após cobrança de falta, a bola sobrou para o argentino na área. A finalização, no entanto, passou em frente ao gol defendido por Parra sem muito perigo.

A resposta do Huachipato aconteceu após cobrança de bola parada. Depois de uma bola de um escanteio afastada por Ely, Maxi Rodríguez recebeu na área e bateu cruzado. Marchsin pegou e Martínez perdeu no rebote.

Um lance desperdiçado pelo Grêmio resumiu o que foi a noite dos gremistas na Arena. Aos 11, Gustavo Nunes encontrou Diego Costa livre na área. Mas João Pedro atrapalhou o centroavante no momento da finalização e o Grêmio perdeu grande oportunidade de descontar. O ritmo de chances desperdiçadas seguiu em alta.

O Huachipato perdeu duas em sequência. A última, após Marchesin ser driblado, foi salva por Rodrigo Ely em um carrinho. Renato resolveu deixar o Grêmio ainda mais ofensivo para os últimos 20 minutos de jogo. Trocou Soteldo e Cristaldo por Nathan Fernandes e Pavon.

A pressa em buscar um resultado aumentou muito os erros do Grêmio. Um deles foi salvo por um impedimento. Ely tentou afastar a bola, mas desarmou Marchesin. Maxi Rodriguez marcou na sequência, mas o lance foi anulado pela posição do atacante.

E a torcida perdeu a paciência com algumas das peças escaladas. Principalmente Rodrigo Ely e Du Queiroz, que terminaram a partida recebendo vaias a cada toque deles na bola.

Agora que a Libertadores tem uma pausa de duas semanas até o próximo compromisso para o Grêmio, o Brasileirão será o foco do clube. Neste domingo, em São Januário, o Tricolor começa a disputa da competição. Com a esperança de um melhor resultado do que os conquistados contra The Strongest e Huachipato.

VEJA TAMBÉM
- Ex-grêmio acerta transferência para rival da série A em negociação surpresa
- Grêmio anuncia retorno aos treinos da equipe feminina de futebol.
- Grêmio retorna aos treinos no CT do Corinthians





Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

18/5/2024



17/5/2024