Mano sugere que Inter e Grêmio dividam avião para superar dificuldades de logística

Técnico acredita que clubes deveriam se unir para comprar um avião com objetivo de minimizar desgaste com os longos deslocamentos durante as competições nacionais


Fonte: Correio do Povo

Correio do Povo
A rivalidade Gre-Nal é conhecida como uma das principais do Brasil. Porém, Mano Menezes, técnico do Inter, acredita que, fora de campo, as direções deveriam estreitar relações e sugere que os clubes dividam um avião para melhorar a logística das viagens e minimizar o desgaste dos grupos.



Não é de hoje que Inter e Grêmio reclamam dos desafios para se deslocar pelo país nas competições nacionais, em especial no Brasileirão.

Itinerários com destino acima do Rio de Janeiro já obrigam, ao menos, uma parada, o que gera dificuldades, por exemplo, na recuperação dos atletas.

Mano trabalhou nos dois clubes de Porto Alegre e sabe da realidade financeira de ambos. No entanto, avalia que, para potencializar a qualidade dos jogadores, é fundamental encontrar formas de diminuir as vantagens dos rivais do centro do país.

— Se um dia for dirigente, sentarei com os dois mandatários dos grandes clubes e sugerirei comprar um avião. Desde que o estádio em Milão é usado por dois clubes, descobrimos que é possível. Poderíamos chegar a isso, tal a importância do deslocamento. Dar condição a quem é contratado de render o máximo. Temos parte do orçamento destinado para jogos onde se precisará usar voos privados — explicou o treinador em entrevista ao grupo RBS.

As gestões da dupla já tiveram momentos de boa relação. O caso mais marcante foi o período em que instauraram a torcida mista nos clássicos em 2015.

Recentemente, Marcelo Medeiros e Romildo Bolzan de Inter e Grêmio, respectivamente, gozavam de uma longa amizade e buscavam ações em conjunto.

Por outro lado, o Gre-Nal 435 estremeceu relações entre os clubes em março do ano passado. O ônibus do Grêmio foi apedrejado na chegada ao Beira-Rio.

O volante Villasanti ficou ferido. A reunião que decidiu pelo adiamento do jogo foi marcada por tensão e divergências entre os presidentes Alessandro Barcellos e Romildo Bolzan.



Hoje, a relação entre Inter e Grêmio é estável. O primeiro clássico de 2023 está marcado para 5 de março, na Arena. O duelo será válido pela penúltima rodada da fase classificatória do Gauchão.




Clubes, Possível, Importância, Deslocamento, Condição

VEJA TAMBÉM
- Ficou bem claro que ele quer...; Bomba de última hora sobre Aránguiz vaza ao Grêmio
- Quentinha sobre o futuro de Tetê chega de imediato ao Grêmio, que é prejudicado no mercado e fica sem lucrar
- Suárez já tem quase o dobro de gols do Inter na temporada





Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

27/1/2023





















26/1/2023