Da chegada com pompa à saída melancólica: 10 momentos de Douglas Costa nesta passagem pelo Grêmio

Atleta que foi contratado como o grande reforço, assumiu a camisa 10, e deixa o clube pela porta dos fundos oito meses após ser anunciado


Fonte: Zero Hora

O casamento entre Grêmio e Douglas Costa durou pouco. Foram apenas oito meses entre o anúncio com pompa e o fim do ciclo do jogador que chegava em maio de 2021 como o grande reforço do time gaúcho. Nesta sexta-feira (21), as partes acertaram a rescisão do contrato e o atleta não faz mais parte do elenco tricolor.



Apesar do pouco tempo nesta segunda passagem pelo Grêmio, clube pelo qual foi formado e revelado, no início dos anos 2000, muita coisa aconteceu até que o relacionamento fosse desgastado. Casamento, aliás, foi um capítulo importante na história de desamor entre o atleta e a instituição.

Relembre 10 momentos desta passagem de Douglas Costa pelo Grêmio:

1) O anúncio
O retorno de Douglas Costa ao Grêmio foi confirmado oficialmente pelo clube no Twitter, também em uma sexta-feira, dia 21 de maio de 2021. O anúncio foi feito com um vídeo em que o perfil do Tricolor brincava com a figura utilizada pelo jogador nas redes, um raio, e a previsão de trovoadas para a chuva que caia em Porto Alegre no dia da concretização do negócio.

2) A estreia
Quase um mês após o anúncio, Douglas Costa estreava como jogador do Grêmio após o retorno ao clube. Ele entrou aos 16 minutos do segundo tempo da derrota por 1 a 0 para o Sport, pela quarta rodada do Brasileirão, no dia 17 de junho. Nos pouco mais de 30 minutos em campo, conseguiu apenas duas finalizações, uma para fora e outra rasteira, no meio do gol, defendida pelo goleiro. Ele estava sem jogar desde a final do Mundial de Clubes, em fevereiro, quando ainda defendia o Bayern de Munique.

3) Viagem de casamento
O tão falado casamento de Douglas Costa com a modelo Nathália Félix teve o seu primeiro capítulo em julho, quando o jogador desfalcou a equipe em dois jogos, contra Fluminense e LDU. Ele foi liberado para viajar a Punta Cana, na República Dominicana, para celebrar a união. O vice de futebol do clube à época, Marcos Herrmann, afirmou que esses dias de folga estavam combinamos desde a assinatura do contrato com o jogador.

4) Lesões
Douglas Costa voltou a conviver com lesões no Grêmio, assim como havia sido no Bayern de Munique e na Juventus nas temporadas anteriores. Na volta da viagem ao Caribe, o camisa 10 sentiu um desconforto muscular e ficou de fora de três jogos. Depois, no final de agosto, machucou o músculo posterior da coxa esquerda, que o tirou de mais quatro partidas. Sofreu nova lesão muscular em novembro, no músculo adutor da coxa esquerda, e perdeu três jogos.

5) Primeiro gol
Após 15 jogos sem marcar, Douglas Costa balançou as redes na derrota por 2 a 1 para o Sport, na Arena, pela 23ª rodada do Brasileirão, em 3 de outubro. Ele voltou a marcar um gol após mais de 10 meses, já que o último havia sido em novembro de 2020, em vitória do Bayern de Munique contra o Stuttgart. E não foi um gol qualquer. Aos 39 minutos do segundo tempo, ele recebeu na direita, cortou para o meio e acertou um chute no ângulo. Mas o gol não evitou a derrota gremista, que perdia mais uma chance de deixar a zona de rebaixamento.

6) Discussão com torcedores
Na reta final do Campeonato Brasileiro, no momento em que o Grêmio tentava unir todas as forças que restavam para deixar o Z-4, Douglas Costa envolveu-se em polêmica. Após a goleada sobre o São Paulo por 3 a 0, na Arena, em 2 de dezembro, pela 35ª rodada, o camisa 10 discutiu com torcedores no Twitter por ter levado o terceiro cartão amarelo no jogo, que o tirava da partida contra o Corinthians, no Itaquerão. Nas redes sociais, algumas pessoas sugeriram que o jogador teria forçado o cartão. Por conta disso, Douglas resolveu rebater as críticas e xingou torcedores: "Vão tomar no c*todos vocês que estão achando que eu tomei o terceiro cartão amarelo porque eu forcei. O juiz, no final da conversa, me autorizou a sair por ali, e quando eu virei as costas o próprio me deu o cartão. Para finalizar, eu sou muito mais gremista do que esse pessoal que vive de vamos lá", escreveu.

7) Casamento negado
Superada a polêmica da suspensão diante do São Paulo, uma ainda pior surgiu. O jogador pediu uma liberação para participar da sua festa de casamento, no Copacabana Palace, no Rio de Janeiro, dois dias antes da última rodada do Brasileirão, que ainda poderia salvar o Grêmio do rebaixamento. A direção do clube rejeitou o pedido e a celebração, que teria show da banda de pagode Sorriso Maroto, teve de ser cancelada. Irritado com a situação, Douglas Costa excluiu as fotos com a camisa gremista das redes sociais e se viu em uma situação complicada com a torcida. Em janeiro, o jogador chegou a remarcar a festa de casamente para o período de pré-temporada da equipe, mas desistiu da ideia.

8) Gol e tchauzinho

Na vitória por 4 a 3 do Grêmio sobre o Atlético-MG, na última rodada do Brasileirão, no dia 9 de dezembro, Douglas Costa fez boa partida, com direito a um belo gol, mas ficou marcado por conta de um tchauzinho enigmático para a torcida após o gol, aos 13 minutos do segundo tempo. O aceno, que nunca foi explicado por parte do jogador ou até mesmo do clube, gerou desconforto tanto internamente quanto externamente. Dirigentes e torcedores não gostaram da atitude do jogador, que passou a viver dias de incerteza sobre sua permanência no Tricolor para 2022.

9) Dia do fico
Afastado da reapresentação do elenco do Grêmio, em 10 de janeiro, por ter testado positivo para a covid-19, Douglas Costa tratou de publicar um texto nas redes sociais no dia 11 para garantir sua permanência no clube em 2022 e pedir desculpas à torcida. Mesmo sem citar as polêmicas, especialmente envolvendo à festa de casamento ou o tchauzinho após o gol contra o Atlético-MG, o jogador afirmou na nota que honraria a camisa do Grêmio e daria o "sangue e a vida" para levar o time de volta à Série A. No final da mensagem, pedia o apoio e uma "segunda chance" aos torcedores.



10) Fim de ciclo
A relação, porém, se encerrou nesta sexta-feira (21). Mesmo após a mensagem afirmando que ficaria no clube em 2022, questões financeiras impediram a permanência do meia-atacante na Arena. Com vencimentos superiores a R$ 1,5 milhão mensais, o Grêmio alega que não teria condições de honrar os compromissos com o atleta estando na Série B. Por isso, acertou com o representante do jogador um pagamento parcelado dos valores em atraso de 2021 e também o proporcional aos dias trabalhados deste ano. Assim, o casamento chegou ao fim oito meses depois do pomposo anúncio.

VEJA TAMBÉM
- Grêmio pode contratar zagueiro para a vaga de Kannemann
- Você gostaria de ver Lisca Doido comandando o Grêmio?
- Assista aos melhores momentos de Grêmio 0x0 Criciúma





LEIA TAMBÉM: Diego Souza deve ser desfalque do Grêmio na estreia da Série B

E MAIS: Grêmio renova com duas promessas da base e promete oportunidades na Série B




Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

20/5/2022



















19/5/2022










HISTÓRICO DO CONFRONTO - 15:58 (0)

Confira o histórico de Grêmio x Criciúma













Como não podia deixar de ser... - 10:21 (0)

Grêmio tem a melhor média de público da Série B