CBF divide venda da Copa do Brasil em pacotes e quer até R 700 milhões


Fonte: Uol Esportes

Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio
A CBF iniciou as conversas para as negociações dos direitos de transmissão da Copa do Brasil. A sinalização foi de uma divisão da competição em dois pacotes de jogos, sendo que um deles já foi oferecido à Globo. A pedida inicial da confederação não é baixa: entre R$ 600 milhões e R$ 700 milhões.



O atual contrato da CBF com a Globo pela Copa do Brasil se encerra em 2022. Foi assinado por um valor original de R$ 350 milhões. Mas, com os reajustes previstos pela inflação, a estimativa é de que o acordo tenha um valor atualizado em torno de R$ 400 milhões.


Desde o ano passado, a CBF tem discutido como fará a comercialização da Copa do Brasil. Há uma opinião na entidade favorável ao novo modelo de negociação que fatia parte dos direitos. Ou seja, não era a intenção inicial simplesmente renovar com a Globo.


Neste sentido, a CBF tem em torno de 122 jogos da Copa do Brasil para serem vendidos. E a ideia é dividir em dois pacotes de jogos, sendo um deles com 50 partidas.


A pretensão inicial da confederação é um reajuste entre 40% e 60% do valor atual. Assim, elevaria a venda da competição ao patamar pretendido em suas primeiras conversas com players. Há conversas com a Globo para negociação de um dos pacotes em que a confederação pretende arrecadar quase igual a todo contrato atual. A emissora vai dividir com a Amazon os direitos da competição em 2022, então, isso pode se repetir no novo período.


As negociações, no entanto, são influenciadas por fatores de mercado. A Conmebol está prestes a lançar a concorrência pelos direitos da Libertadores, que é o produto mais premium da América do Sul. Trata-se de prioridade para empresas como Globo e Disney, entre outros.


Essa concorrência pode influenciar positivamente ou negativamente na Copa do Brasil, na análise de agentes do mercado. Explica-se: pode ser que a Libertadores leve a propostas mais altas, o que reduziria o dinheiro disponível das plataformas. Ao mesmo tempo, quem perder a concorrência pode ficar mais ávido por outros campeonatos.



É importante lembrar que os direitos da Copa do Brasil têm relação direta com a premiação em dinheiro paga pela CBF pelas classificações por etapa e título. Só houve o salto para pagar em torno de R$ 60 milhões para o campeão por causa do último contrato. Do total do acordo atual, a CBF retém um percentual, mas a maior parte é usado nas cotas de clubes.

#gremio #imortal #tricolor #copadobrasil #transmissao

VEJA TAMBÉM
- Grêmio testa jovens no Gauchão para encorpar elenco profissional
- Grêmio encaminha adeus de Douglas Costa e Jean Pyerre para enfim entrar de cabeça em 2022
- Somente três dos reforços do Grêmio para a temporada devem começar no time titular

LEIA TAMBÉM: Com novo esquema, Mancini define Grêmio para estreia do Gauchão

E MAIS: Veja como serão os próximos encontros de Grêmio e Douglas Costa



E MAIS: DIEGO COSTA FECHOU? TATY NO VERDAO? LEILA EM CRISE; ISCO NO FLA? ARRASCAETA; IVAN E +2 NO TIMAO;


Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

25/1/2022



24/1/2022














Nova temporada - 11:31 (0)

[OPINIÃO] Uma semana importante