Rafinha promete "união geral" e mantém faixa de capitão de Maicon no Grêmio

Lateral busca bola quase perdida em lance de gol contra o Ceará e coloca foco em reação do Tricolor no Brasileirão e na tentativa da vaga na Copa do Brasil


Fonte: Globoesporte.com

Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio
Titular na lateral esquerda, Rafinha foi decisivo na vitória do Grêmio sobre o Ceará, no domingo, mesmo sem aparecer tanto. Foi ele o responsável por salvar bola quase perdida e iniciar a jogada do gol de Ferreira, o segundo na partida.



Herdeiro da braçadeira de capitão de Maicon, pode retornar à direita em novo reencontro com o Flamengo, nesta quarta-feira, pelas quartas de final da Copa do Brasil.


No fim de semana passado, Rafinha conduziu o lance do segundo gol diante do Ceará a partir de um carrinho em cima da linha para evitar que a bola saísse pela lateral. Na continuação, Ferreira dominou dentro da área e chutou no canto para fazer o 2 a 0.


"Precisamos entender que nossa atenção e disposição é durante todo tempo do jogo. Isso já faz parte do meu estilo e está no DNA do clube", Rafinha.


Capitão nas últimas partidas, o lateral não se considera o dono da faixa no Grêmio. Aliás, tem usado ainda as braçadeiras personalizadas para Maicon, liderança do vestiário que rescindiu o contrato com o clube na última semana. O objeto leva o nome das filhas e uma imagem do volante.


"Essa braçadeira é do Maicon, e o capitão do Grêmio é o Geromel. Felipão vem me usando como capitão e sou grato por essa identificação. O espírito de liderança do Maicon sempre estará conosco e na história que ele construiu no Grêmio", disse Rafinha via assessoria de imprensa.


"Neste momento, procuramos focar na ajuda mútua, pois temos diversas lideranças positivas no vestiário e isso influencia na braçadeira que estou usando. É o momento de união e ajuda geral, seja dentro ou fora de campo", Rafinha.


Utilizado no Brasileirão pelo lado esquerdo, Rafinha vê com naturalidade a mudança de corredor, até porque já viveu essa experiência em outros momentos na carreira. Cita uma necessidade de adaptação mais coletiva do que individual.


Além disso, evita pensar na sequência no clube em 2022. Foca em tirar o Tricolor da zona de rebaixamento. Seu contrato vai até o fim de 2021, mas ainda não há nenhum movimento para tratar do assunto. Nos bastidores, é dito que Rafinha pretende permanecer.


"Não penso nisso agora, pois o mais importante é o presente. Temos que fazer um segundo turno bem melhor porque não merecemos, e o Grêmio jamais pode ficar na parte de baixo da tabela. Nossa prioridade é sair dessa situação incômoda. É somente nisso que pensamos neste momento", completou.



O lateral pode ser titular novamente nesta quarta-feira, contra o Flamengo, nas quartas de final da Copa do Brasil. Mas de volta à lateral direita. Na primeira partida, o Grêmio perdeu por 4 a 0 e praticamente jogou a toalha na competição. O time deve ter pelo menos seis reservas em campo no Maracanã.

#gremio #imortal #tricolor #rafinha #capitao

LEIA TAMBÉM: Léo Chú dá assistência e encanta torcedores norte-americanos em estreia

E MAIS: “Fora de campo é mais forte que a CBF”, dirigente do Grêmio detona STJD e cutuca o Flamengo




Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

16/9/2021






Brasileirão - 10:34 (0)

[OPINIÃO] O saldo do Grêmio






15/9/2021

Melhores momentos !!! - 23:41 (0)

Veja os melhores lances de Flamengo 2 x 0 Grêmio